sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Insinuante

(Makulè)
Com trejeitos maneiros
Com sorriso brejeiro
Com cabelo vermelho
Estais tão bela que 
Causa ... desespero.

Se o coração falasse e,
Se os olhos transmitissem
O prazer de refletir
Sua imagem soberba
O belo seria pura beleza.

Você exige, sem pedir,
Pede, sem mandar, 
E, mais nada precisa
Porque sois a luz
A iluminar uma vida.

Seus gestos são perfeitos
Seu sorriso, um alento
Seus cabelos revelantes
Seu corpo eletrizante.

E, para terminar,
Só me resta parar,
Pois qualquer adjetivo
Não enaltece seu qualificativo.

Nenhum comentário: