quarta-feira, 16 de maio de 2012

Nascer: Um dom de Deus

(Makulè)
   Para atingir o prazer de um navegar sem voltas, sem estibordo e sem bombordo, apenas começa-se. E, para tanto, precisa-se de água salgada ou doce e de uma boa estrutura de nau.
   Os primeiros marujos não navegavam em transatlânticos e sim em barcos artesanais muitos simples e que, com o passar do tempo, se transformaram em veículos complexos e puderam singrar os mares dessa imensa mãe chamada Terra.
   E foi a partir dos simples, humildes e inteligentes pescadores, que o conhecimento náutico permitiu a toda a humanidade: alimentar-se, navegar e transportar pessoas e mercadorias por diversas rotas marítimas.
   E em homenagem a essa energia indomável e transformadora, conhecedora dos segredos do mar, sábio por entender os movimentos das águas e os seus significados, por ver constelações e traçar os caminhos a serem navegados por muitos; por respeitar o vento, a chuva, a tempestade, as tormentas, o sem vento, o próprio medo da perda e da solidão, criou-se o blog Molhadinho do Marujinho para adultos porque tem muitas idéias e histórias que não são tão doces, mas nunca amoral ou imoral. 

Nenhum comentário: